Noites frias

menina_andando-preto_e_branco

Ela sempre com aquele jeito dela,

Nas noites mais intensas, e frias….

Aqueles olhos, aquele riso, aquelas, de me perder em seu olhar, de não ser esta, ou outra, simplesmente me perdia na beleza dela.

Tão bela,

Arrancava suspiros na passarela,

Ela sempre tão ela.

Em busca da exatidão da palavra certa para descreve-la,

Talvez donzela?!!

Ela é como uma estrela no meio de muitas outras que se revela.

Sempre a via pela vidraça da janela,

Sempre proferindo teor em amor,

Dor em amor,

Desamor no amor,

Temor em amor.

Me encanto como ela colore a vida, sem duvidas, sempre ávida.

Com os olhos sempre distraída,por vezes passava em frente a ela, sentindo seu perfume de avelã,

Sempre via ela,

Com os cabelos aos ventos,

Com sua risada extravasada, olhando pra mim.

Como uma memória nunca ouvida, ou simplesmente esquecida.

Mas estava lá, á observando.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s